Preparar a logística para a Black Friday em 5 passos

Caixote de cartão com a inscrição Black Friday: imagem ilustrativa do artigo “Preparar a logística para a Black Friday em 5 passos”

A sexta-feira mais conhecida no comércio é um dos principais eventos para os negócios no último trimestre do ano. Preparar a logística para a Black Friday com a devida atenção pode mesmo ser fulcral para terminar 2021 acima do break even point, com lucros.

Por essa razão, a famosa sexta-feira – que este ano acontece a 26 de novembro – deve ser preparada ao pormenor e com antecedência. Dos operadores logísticos, imprescindíveis nas ações da Black Friday, espera-se sempre uma atuação irrepreensível neste dia. Por isso, analisamos os 5 passos essenciais para preparar este evento:

1. Aproveitar a necessidade de contratação de serviços logísticos 

Nesta data específica, assim como em outras de cariz fortemente comercial, aumentam as oportunidades de parcerias, com o objetivo de agilizar os processos. Através de diferentes níveis de outsourcing logístico (3PL, 4PL ou 5PL), as empresas entregam parte ou toda a operação aos operadores.  

Em muitos casos, acontece um upgrade do nível de outsourcing. Por exemplo: é requerido a um operador 3PL serviços de embalamento durante determinado período. Estas variações traduzem-se em novas oportunidades de negócio para as empresas de logística.

2. Planeamento de dinâmicas específicas ao preparar a logística para a Black Friday

A formação dos colaboradores é essencial durante todo o ano, mas em épocas de maior exigência, como a Black Friday, ter conhecimentos noutras funções pode ser crucial. Falamos do cross training, em que é oferecida a possibilidade aos colaboradores de adquirirem competências noutras funções que não as suas.

Outra dinâmica que pode ser vantajosa na Black Friday é o cross docking (especialmente para e-commerce), pela rapidez de movimento dos produtos entre fornecedores e consumidor final e os baixos custos de transporte.

3. Confirmar stocks e capacidade de armazenamento 

A Black Friday de 2020 foi marcada por uma grande incerteza, por causa da pandemia mundial. No entanto, a tendência de crescimento de compras online nesta data saiu reforçada. Em Portugal o crescimento do e-commerce face a 2019 foi de mais de 10%, segundo a SIBS.

Este ano, apesar das restrições nas lojas físicas serem menores, os lojistas e parceiros logísticos devem estar preparados para uma nova confirmação desta tendência. Importa, por isso, confirmar antecipadamente stocks e capacidade de armazenamento para depois responder às necessidades das lojas físicas e online. 

4. Otimização de rotas

Preparar a logística para a Black Friday ao pormenor é importante. Mas grande parte do sucesso deste evento está na capacidade de entrega (em quantidade e qualidade). Sempre que possível as rotas de transporte devem ser otimizadas, para garantir, por um lado, a eficácia da entrega e, por outro, a sustentabilidade ambiental e financeira. 

Talvez justifique atribuir as funções de análise e definição de rotas a mais colaboradores neste período, assim como garantir uma cuidada coordenação com os motoristas no terreno.

5. Gerir e respeitar expectativas do consumidor

O culminar de todas as operações dá-se junto do consumidor, por isso, a atenção às suas expectativas também é um importante passo para preparar a Black Friday na logística. São alguns os pontos a ter em consideração. Destacam-se os seguintes:

  • Entrega flexível, com variações de custos e tempo de espera: por um lado agiliza a disponibilidade do consumidor e pode reduzir a pressão do lado do operador que garante a entrega;
  • Devoluções mais alargadas. Depois do pico das entregas, é possível que ocorra um aumento proporcional de devoluções. De forma a evitar mais uma vaga de pressão sob os operadores e, ao mesmo tempo, a agradar o consumidor, o prazo de devoluções de compras de Black Friday pode ser alargado;
  • Black Friday mais verde. Os consumidores têm cada vez mais consciência do impacto ambiental do comércio, mesmo o online. Preparar a logística para a Black Friday com calma e tempo permite adotar dinâmicas mais sustentáveis e comunicá-las. Ideias não faltam: utilização de iluminação LED, instalação de painéis solares, otimização de recursos, utilização de materiais reciclados e recicláveis ou mesmo a compensação carbónica.

Apesar do principal foco estar na sexta-feira, os operadores logísticos devem estar preparados para mais do que um dia: Black Friday, Cyber Monday e ainda um fim de semana de descontos pelo meio. Estes dias são um autêntico desafio para toda a cadeia de abastecimento. Para que sejam um sucesso em todas as frentes, devem ser planeados com antecedência.

A APOL apoia os associados em todos os momentos, em especial nestes mais desafiantes. Junte-se a nós, torne-se associado!

Referências bibliográficas:
Shipsy, Is your e-commerce logistics ready for the Black Friday 2020?, 2020. Acedido em 4 de outubro de 2021. 
Ansedia, Black Friday 2020: How can e-retailers prepare for a surge in online orders?, 2020. Acedido em 4 de outubro de 2021. 
Modern Retail, BLACK FRIDAY 2020: HOW TO SUCCESSFULLY PREPARE FOR PEAK IN THE FACE OF UNCERTAINTY, 2020. Acedido em 4 de outubro de 2021. 
Solistica, Black Friday and Cyber Monday: Logistics are essential to these events, 2019. Acedido em 4 de outubro de 2021. CWI Logistics, The Basics: Cross-Docking, 2020. Acedido em 4 de outubro de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Contacte-nos

Ligue-nos ou preencha o seguinte formulário para que possamos entrar em contato consigo. Procuraremos para responder a todas as perguntas dentro de 24 horas em dias úteis.